• Análise de Discurso Crítica

GRUPO TEMÁTICO NO SILEL

Caros/as colegas,

a Profa. Dra. Maria Cecília de Lima (UFU) e eu estamos propondo o GT “AS CONTRIBUIÇÕES DA ANÁLISE DE DISCURSO CRÍTICA E DA LINGUÍSTICA SISTÊMICO-FUNCIONAL PARA A ABORDAGEM DOS GÊNEROS, DISCURSOS E IDENTIDADES” no XIII Simpósio Nacional de Letras e Linguística e III Simpósio Internacional de Letras e Linguística (SILEL), que acontecerá nos dias 23, 24 e 25 de novembro na Universidade Federal de Uberlândia.

Será um prazer contar com a participação de vocês em nosso GT.

As inscrições para apresentação de comunicações  em GTs serão feitas de 17/05 a 11/07/11. Maiores informações sobre o evento no site: http://www.ileel.ufu.br/silel2011.

RESUMO DO GT

Como membros do Grupo de Pesquisas e Estudos em Análise de Discurso Crítica e Linguística Sistêmico-Funcional, do Instituto de Letras e Linguística da Universidade Federal de Uberlândia (ILEEL/UFU), apresentamos esta proposta de grupo temático. Objetivamos reunir pesquisadores/as interessados/as na abordagem dos gêneros, discursos e identidades e nas contribuições que a Análise de Discurso Crítica (ADC) e a Linguística Sistêmico-Funcional (LSF) podem oferecer para essa abordagem. Sabemos que essas duas perspectivas teóricas têm-se expandido e fortalecido cada vez mais no Brasil e em diferentes partes do mundo e pretendemos propiciar um espaço para socialização e discussão dos resultados dessa expansão e fortalecimento. Acreditamos que a Análise de Discurso Crítica (ADC) - enquanto teoria e método - representa uma alternativa transdisciplinar de estudos da linguagem e práticas sociais que investiga fenômenos discursivos diversos especialmente em relação a questões de poder, ideologia, discriminação e constituição de identidades. Ela abre espaço para um diálogo com outras teorias e traz no bojo de sua concepção uma postura emancipatória, que se empenha para tentar produzir transformações sociais (WODAK, 2001). Em seus diferentes modelos, Fairclough tem procurado estabelecer um diálogo, cada vez mais estreito e consistente, entre a ADC e a Linguística Sistêmico-Funcional (LSF). Ele argumenta que a LSF é a teoria linguística mais apropriada para desenvolver uma análise de discurso crítica, porque ela é profundamente preocupada com a relação entre a linguagem e outros elementos e aspectos da vida social e sua abordagem para a análise linguística de textos é sempre orientada para o caráter social dos textos. Além disso, é uma teoria da linguagem que vê qualquer texto como simultaneamente desempenhando o que Halliday chama de metafunções ideacional, interpessoal e textual da linguagem. A essas funções da linguagem, segundo a LSF, correspondem, respectivamente, três tipos de processo que se desenvolvem simultaneamente na linguagem: a construção da realidade, a representação e negociação de relações sociais e identidades, e a construção do texto. Ao se apropriar do postulado da LSF, Fairclough (2003) efetiva uma operacionalização nessas três metafunções para dar origem a três tipos de significado do discurso por ele propostos: o significado acional (gênero), o representacional (discurso) e o identificacional (estilo/identificação). Consideramos que essas duas abordagens teóricas – a ADC e a LSF - podem oferecer muitos subsídios a pesquisadores/as e professores/as para o estudo dos diferentes gêneros e discursos que circulam em nossa sociedade e das identidades neles e por eles construídas.

Por favor, divulgem entre seus colegas, orientandos e interessados na temática.

Um abraço,

Profa. Dra. Maria Aparecida Resende Ottoni (UFU) e Profa. Dra. Maria Cecília de Lima (UFU)

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo